O Poder da Babosa

Postado em nov 12, 2019

O PODER DA BABOSA

A babosa, como é popularmente conhecida, possui mais de 300 espécies. Sendo inclusive algumas delas, impróprias para o consumo, por serem venenosas. As espécies mais utilizadas são a Aloe Barbadensis e a Aloe Arborescens. Composta por aproximadamente 95% de água, ela ainda é rica em vitaminas A, C, D, B1 e B2, além de diversos minerais. Essa planta pode ser uma grande aliada na medicina alternativa, pois tem diversas ações positivas: • Ação nutritiva: estimula a formação de células e tecidos, pois possui 18 dos 23 aminoácidos necessários para o corpo humano. É muito utilizada na fabricação de diversos cosméticos, pois ajuda no rejuvenescimento da pele e reduz as rugas e linhas de expressão. Também pode ser aplicada na pele antes da exposição solar, agindo como um fortalecedor para que a pele recebe o sol de forma mais resistente.

• Ação regeneradora: contribui para a eliminação de células antigas e a formação de células novas, favorecendo a cicatrização de feridas e por isso, pode ser aplicada sobre queimaduras. Também pode ser aplicada sobre espinhas, pois o suco da babosa auxilia no combate das bactérias causadoras da acne.

• Ação hidratante: a babosa tem em sua composição um gel que restaura tecidos danificados e hidrata a pele. Ela mostrou-se eficaz inclusive em promover o crescimento de cabelo. Seu gel pode ser aplicado em áreas calvas para recuperar o crescimento do cabelo perdido, pois suas enzimas ajudam na remoção da pele morta do couro cabeludo, permitindo que os nutrientes penetrem melhor. Além disso, também pode ser aplicada para tratar a secura do couro cabeludo, pois sua estrutura é semelhante com a queratina que compõe o cabelo.

• Ação digestiva: possui enzimas que facilitam a digestão, combatendo a prisão de ventre e auxiliando no tratamento da gastrite. O suco da babosa e seu gel, auxiliam na eliminação de toxinas do corpo, devido às suas propriedades laxativas.

• Ação anti-inflamatória: auxilia no tratamento de inflamações, queimaduras e infecções.

Além dessas ações, que são extremamente benéficas, a Aloe Vera ainda traz diversos benefícios:

1- É capaz de fortalecer o sistema imunológico, podendo ser consumida na forma de gel ou suco, e já pode ser encontrada de forma industrializada em farmácias e mercados. É rica em aminoácidos e diversos minerais como zinco, cálcio, manganês, cobre e ferro

2- Reduz a pressão arterial, pois promove a dilatação dos vasos capilares o que permite um melhor fluxo da circulação sanguínea. Além disso, possui adaptogen que é um composto que auxilia na redução do estresse

3- Reduz o nível de açúcar no sangue, devido ao seu fator antioxidante. O suco de babosa também limita a absorção de insulina pelo corpo, e devido ao seu elevado teor de fibras, permite uma melhor utilização da glicose pelo organismo

4- Reduz os níveis de colesterol, pois seu fator antioxidante ajuda na proteção contra radicais livres, reduzindo o acúmulo de colesterol nas paredes das artérias

5- É benéfica no tratamento de problemas respiratórios como gripe, tosse e bronquite

6- É benéfica para a saúde bucal, pois ajuda no fortalecimento dos dentes e gengivas

7- Atua como composto alcalino, equilibrando a produção de ácido em excesso no organismo e normalizando o nível de pH do sangue

SUCO DE BABOSA

O suco da babosa pode ser facilmente feito em casa:

• 100 g da polpa da babosa

• 01 litro de água

• 01 colher (sopa) de mel

Basta juntar todos os ingredientes no liquidificador e bater até que fique homogêneo.

OUTRAS FORMAS DE USO

A babosa também pode ser acrescentada em cremes para pele, shampoos e máscaras de hidratação para os cabelos.

CONTRA INDICAÇÕES

O uso da babosa não é indicado para gestantes, lactantes, crianças, pessoas com problemas renais ou inflamação de útero ou ovário. Além disso, o consumo excessivo da babosa pode levar à irritação da mucosa intestinal e causar náuseas e mal-estar.

As dicas dessa matéria não substituem uma consulta ao seu médico. Antes de iniciar qualquer tratamento ou consumir algum alimento de forma terapêutica, consulte um profissional capacitado.